Despertando para amar

despertando para amar

Despertando para amar

Constelação familiar sistêmica aplicada nas relações afetivas

 

Um homem e uma mulher naturalmente procuram alguém para poder se entregar ao Amor. É uma atração irresistível. Porém, o que muitas vezes encontram são parceiros que despertam dores, raiva, mágoas, indiferença… e o Amor, que os uniu algum dia, fica esquecido. A pessoa se fecha, não confia mais, e mesmo querendo, entra nos relacionamentos afetivos defendendo-se.

O que impede você de se abrir novamente para o Amor? Seja com o parceiro(a) atual, ou com alguém que surgirá? Em geral, são dores emocionais não aceitas, dentro de si. Muitas delas, já vivenciadas também pelos seus pais, avós e bisavós, como demonstra a constelação familiar sistêmica.

Você está disposto(a) a ir além das dores? Avançar no desafio de compartilhar verdadeiramente sua vida, suas ideias, suas emoções, seu tempo com alguém? Sair da defesa e permitir-se cuidar e ser cuidado(a)? Dar e receber? Sem perder a sua liberdade, nem impedir a liberdade do outro(a)? Permitindo que cada um seja do seu próprio jeito?

Se a resposta é sim, talvez a vivência “Despertando para Amar” seja um bom início. Um marco para a sua intenção positiva, que poderá significar profundas mudanças nas suas relações afetivas.

 

Quando, onde, quanto?
26 de maio de 2016 (quinta-feira)

Horário: das 9 às 18 horas
Local: Mundo Natural – Teresina – PI
Valor sugerido: R$ 350,00
Inscrição: tarcila_macedo@hotmail.com
(86) 9920-8249 (com Tarcila)

 

 

Despertando para amar

 

Por que despertar? Porque estamos adormecidos. Queremos amar e sermos amados, mas não sabemos como. A mente está dominada por sentimentos e pensamentos que desqualificam. Que diz que não merece. Que você é só. Abandonado. Feio. Insuficiente. Pobre. Duro. Ou mole de mais. Tem medo de perder sua liberdade. Medo de ser engolido pelo outro. Ou medo do abandono. E esse sonho começou na infância. Quando você viveu de corpo e alma a relação do seu pai com sua mãe, sem nem mesmo saber disso. Viveu todas as dores, mentiras, traições. Manipulações, competições, violências, segredos. Encontros e desencontros. E eles viveram isso porque também houveram dores no passado dos avós. Seus ancestrais não aprenderam a construir uma relação afetiva onde o Amor pudesse superar as dores. Transcendê-las. Mas você pode fazer isso. Você pode despertar. Deixando as histórias dos pais, avós e antepassados, para o passado. Desvinculando-se dos padrões herdados inconscientemente, que te empurram para o confronto ou a desconfiança em relação ao outro. Abrindo-se então, corajosamente, para a aventura do Amor, que é imprevisível e até assustador, porém, arrebatador e, no fundo, o que todo ser humano quer…

 

Anúncios

Os comentários estão desativados.

Se você não é usuário do Wordpress e deseja receber as atualizações deste blog, preencha o quadro abaixo com o seu email, e logo receberá uma confirmação para receber as nossas atualizações! Namastê!

Junte-se a 4.181 outros seguidores

Eventos Agendados

Nenhum evento

%d blogueiros gostam disto: