Cura e curador sistêmico, Sem-categoria, terapeuta sistêmico

Auto obsessão e doenças do constelador

somos-amor

 

Muito ouço falar das possibilidades de captarmos energias psíquicas negativas, e que isso pode influenciar no nosso comportamento, na forma de sentirmos emoções, nos pensamentos e até no corpo físico. Acredito que isso é real. Principalmente no trabalho que realizo, como facilitador de constelação familiar sistêmica, onde lidamos com dores e exclusões severas, sentimentos negados, suprimidos… e quem conhece nosso trabalho, sabe que a energia do campo às vezes fica tão intensa que temos a sensação de poder “pegar” no ar, tamanha é a densidade e profundidade que mergulhamos. Será que parte desta energia pode “ficar” com o facilitador? Bem, vamos com calma…

Recebi ultimamente algumas pessoas que trabalham como terapeutas sistêmicos, e vêm passando por problemas de saúde, ou estão sendo tragadas por compulsões diversas, neuroses, desequilíbrios em setores da vida… Sempre orientei a necessidade de nos ancorarmos em algo que nos dê apoio físico, mental, psíquico e espiritual. Sejam trabalhos de outros terapeutas, mas também caminhos espirituais que façam sentido para a pessoa.

Porém, precisei viver na própria pele a sensação de ser tragado pela compulsão e vivenciar alguns episódios de síndrome do pânico, para perceber que estava falhando neste sentido. Deixando minha prática espiritual de lado. Desacreditando do meu caminho. Parando de meditar. Permitindo que vozes internas me desmotivassem, me enchessem de críticas, condenações, comparações, neuras diversas… Aos poucos, sutilmente, a obsessão foi se instalando. Começa com a ansiedade. A ansiedade me faz acreditar num monte de bobagem, por exemplo: meu dinheiro vai acabar. Eu vou ficar doente. Alguém querido vai morrer. Tem gente com inveja de mim. E para aliviar, dá-lhe cerveja e vinho! E comida! O que só camufla o sintoma. Tal qual uma panela de pressão, uma hora o corpo explode!

Então, creditar unicamente ao fato de lidarmos com energia intensa a causa da doença do terapeuta, é até injusto, não é mesmo? Mesmo porque, já lido com este trabalho há alguns anos, e sei muito bem que quando estou em paz com meu caminho espiritual, tudo flui…

Quando falo em prática espiritual, algumas pessoas podem imaginar coisas mirabolantes, místicas, esotéricas. Sim, eu tenho algumas destas práticas… porém, me refiro a algo muito mais simples: meditar. Equilíbrio mental. Não se perder exageradamente nos prazeres. Aprender a falar: sinto muito! Me perdoe! Eu te amo! Muito obrigado! Lógico, as pessoas que magoei e que me magoaram, nesta vida, são muitas… e é difícil dizer estas palavrinhas mágicas à elas. Mas quem disse que a vida na Terra deve ser fácil? Esta não é a grande lição? Aprender a amar o próximo como a ti mesmo?

Por isso, às pessoas que me procuraram, e algumas que irão me procurar, terapeutas com problemas, a dica é essa: não descuide da sua faxina interna. Nosso coração, como dizia Chico Buarque, “é um pote até aqui de mágoa”… mas não precisa ser. Rancores, protestos não enunciados, raiva reprimida ou até mesmo amor não dito, precisam ser liberados. E se você é constelador, tenha certeza: será desafiado exatamente no ponto onde ainda está falha a sua conexão com o coração. Com o Amor maior. Pois assim é a terapia que Bert Hellinger nos legou: aquilo que excluímos, energeticamente, fará força para ser incluído. Aquilo que nossos pais e antepassados excluíram, cabe a nós incluir. Por que? Para treinarmos nesta profunda arte, que é a razão da nossa existência: a arte de amar. Abençoada a hora que podemos olhar para a nossa doença como um emissário divino, nos conduzindo ao amor… Não sei se aprendi a lição. Mas já olho com bons olhos para os sintomas…

Anúncios

Sobre alexpossato

Professor de constelação familiar sistêmica e terapeuta sistêmico

Discussão

3 comentários sobre “Auto obsessão e doenças do constelador

  1. Oi Alex,
    Aquilo que nao escuto dos consteladores è que o campo è mediunico. Parece que tem medo de dizer. Nada aconteceria neste campo se nao existissem forças energèticas propulsoras invisiveis. E naturalmente podem acontecer sim, casos de atraçoes que podem causar desequilibrio nos participantes. Voces estao lidando diretamente com obsessores e precisa proteçao para estar no meio do Campo.
    Um abraço,
    Campos.

    Publicado por dilma campos | agosto 31, 2017, 8:04 pm
    • Olá Dilma! É uma observação interessante. Da forma como aprendemos com Bert Hellinger, chamamos o campo de morfogenético. As influências espirituais não deveriam entrar, lidamos com as informações emocionais e sistêmicas. Se todos agissem como é ensinado por Hellinger, respeitando as Ordens da Ajuda, não se afetariam. Mas isso depende da habilidade e percepção do facilitador. Fazemos terapia, e não trabalho espiritual especificamente. (Mesmo entendendo que todas as energias estão presentes) Porém, muitos terapeutas acabam indo por esse lado mediúnico, e entram no campo espiritual. Alguns nem sabem que estão neste campo. E sim… concordo que é preciso conhecimento para lidar com todas as energias e não ser “pego”.
      Mas aos consteladores mais vinculados ao Hellinger, como é o meu caso, uma instrução clara dele é não entrar em energias que não temos permissão… gratidão pelo comentário!!!

      Publicado por alexpossato | setembro 1, 2017, 12:58 pm
    • Oi, Dilma! A constelação é uma terapia que surgiu na Alemanha, e as explicações para o campo fenomenológico é diferente… Embora não invalide as ideias espíritas, com certeza! De qualquer forma, sim, estamos lidando com energias, e por isso a importância do cuidado. Quando o trabalho é conduzido de forma adequada, os participantes só se desequilibrarão caso haja conteúdos emocionais e sistêmico-familiares para serem trabalhados… e isso faz parte do processo… afinal, estamos fazendo terapia… A questão espiritual precisa ser trabalhada em campos espirituais – e este campo não deve ser aberto pelo facilitador, a não ser que ele saiba dar conta… Por isso escrevo os textos, para as pessoas se prepararem para o trabalho o máximo que puderem, levarem com muita seriedade e respeito… Obrigado pelas suas observações!!!

      Publicado por alexpossato | setembro 11, 2017, 8:35 pm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Se você não é usuário do Wordpress e deseja receber as atualizações deste blog, preencha o quadro abaixo com o seu email, e logo receberá uma confirmação para receber as nossas atualizações! Namastê!

Junte-se a 4.181 outros seguidores

Eventos Agendados

Nenhum evento

%d blogueiros gostam disto: