Geral, Teoria sistêmica

Onde está a terra prometida

Certa vez estava realizando um trabalho numa comunidade da periferia de São Paulo. Conversando com uma moça, muito inteligente e esforçada, que trabalhava ajudando o pai num boteco simples, de segunda a segunda, da manhã até a noite, me deliciava com o seu sorriso, simpatia e opiniões sensatas que ela transmitia. Seu sorriso, no entanto, desapareceu quando lhe disse:

– Você parece uma pessoa muito consciente, que domina sua vida e sabe o que quer. O que você quer mais realizar?

– Sabe… – disse-me ela, séria e com o olhar para baixo. Eu quero ir embora daqui. Voltar para o Alagoas. Fazer faculdade lá e ter minha família…

Ela também estava em busca da terra prometida. É interessante como atendo muitos, mas muitos clientes mesmo que não se sentem bem onde estão. E criam em suas mentes uma idéia de que em algum lugar, em algum estado, cidade ou país, serão felizes. O mito da terra prometida consta em inúmeras culturas, e não é exclusivo da bíblia. O homem, desde o tempo das cavernas, é um ser nômade, mas o cérebro, por ser dotado biologicamente da necessidade de proteger o corpo humano, faz com que a mente procure um lugar seguro e protegido, sempre. Daí a idéia de uma terra prometida, onde tudo é bom, seguro e próspero.

A maior parte dos meus clientes são filhos, netos e bisnetos de imigrantes. O Brasil é formado por imigrantes que se uniram a outros imigrantes. Mesmo os indígenas, que também eram nômades em sua maioria, foram forçados a deixar suas terras para não serem mortos, no passado. Mesmo hoje, já recebi duas clientes que disseram que suas avós eram indígenas que foram forçadas a casar, e abandonar suas famílias, na marra. Dos negros escravos, todos sabemos como eles chegaram até aqui.

Mesmo nas últimas décadas, dentro do Brasil, nordestinos se deslocam da pobreza, sulistas vão ao centro-oeste ocupar novos espaços, pessoas do interior vão para as capitais. De alguma forma, todas estão em constante mudança, em busca da terra prometida…

O que será que este movimento nômade, que de certa forma é natural, pode provocar nos sistemas familiares? Que tipo de emoção fica impregnada na pessoa que migra e em seus descendentes? Vamos investigar? Pergunte a si mesmo: você sente a sensação de que não pertence ao lugar onde vive? Existe uma tendência sua para mudanças constantes? Você é o tipo que fixa raízes com facilidade ou não? Sente uma estranha melancolia, como se houvesse uma saudade inexplicável? E financeiramente: consegue construir uma vida financeira sólida e estável, ou apresenta altos e baixos? Pode ser que estes sejam sintomas de um sistema familiar onde existem indícios de emoções presas e mágoas originadas no deslocamento de imigrantes ou migrantes, quando estes deixaram amores esquecidos, famílias divididas, ingratidão pela pobreza da terra natal… E essa dor, muitas vezes é transmitida de geração em geração, influenciando invisivelmente alguns descendentes.

É bom saber que o impulso sistêmico também pode ser benéfico, proveitoso. Muitos descendentes de migrantes e imigrantes estão bem, ganhando dinheiro, construindo suas famílias, leves e equilibrados. Outros conseguem aceitar o impulso de mudanças constantes, vivem bem e constroem a vida dessa forma, viajando, ficando uns tempos aqui, outros ali…

Onde está a terra prometida

Sabe o que existe em comum com essas pessoas? Eles encontraram a terra prometida! Um lugar que eles sabem que é bom, e tudo o que eles fizerem, dará frutos. A terra que os acolhem como mãe, e lhes dá força de trabalho como o pai. O local onde se pode olhar para o passado familiar, todas as dificuldades que houve na vida, e aceitar. Mas, principalmente, um lugar onde a pessoa fincará sua bandeira, como os primeiros colonos norte-americanos, e dirá: aqui é o meu lugar! E construirá o presente, planejando o futuro, em honra ao passado.

Onde será que está esse lugar? Como algumas pessoas que vivem viajando, como tuaregs, podem ter encontrado a terra prometida, sem se fixarem num lugar? Bem, aí é que é a questão! Somos criados para acreditar nas coisas que podemos ver, tocar, ouvir. Buscamos a terra prometida como um lugar onde podemos pisar em cima, sentir o cheiro da terra e colocar cercas na nossa propriedade. Mas, como disse Jesus, meu reino não é deste mundo. Portanto, não é Alagoas, Estados Unidos, Itália ou Japão. A terra prometida está… onde você se encontrar com você! Isso significa encontrar com todas as suas emoções, dores, mágoas e alegrias, e disser… sim, eu aceito! Aceito você, papai, aceito você mamãe, aceito as terras de origem dos meus antepassados, e assim aceito a mim mesmo, ao meu corpo, às minhas virtudes e defeitos, minhas vitórias e frustrações. E farei, daqui para frente, uma coisa boa da minha vida! E a terra prometida abrir-se-á para você, certamente. Poderá ser onde você está, ou não, mas a certeza reinará em si mesmo.

Você carrega a sua terra prometida onde quer que vá! Se não descobri-la em si mesmo, continuará a procurar a tal felicidade num lugar que nunca aparece. Mas se descobrir e tomar posse, receberá o dom de ver seus pés pisarem o pântano, o deserto, as montanhas, as cidades, o mato, com a consciência de que, onde quer que esteja, você está pisando na terra prometida.

Theresa Spyra – facilitadora de constelação familiar sistêmica, estrutural, profissional e empresarial

A constelação familiar sistêmica lhe permite um auto-conhecimento profundo. Clique aqui e saiba mais!

Anúncios

Sobre alexpossato

Professor de constelação familiar sistêmica e terapeuta sistêmico

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Se você não é usuário do Wordpress e deseja receber as atualizações deste blog, preencha o quadro abaixo com o seu email, e logo receberá uma confirmação para receber as nossas atualizações! Namastê!

Junte-se a 3.826 outros seguidores

Eventos Agendados

Nenhum evento

%d blogueiros gostam disto: